UWF RAW is WAR (16/10/14) – A festa é nossa!

jX40wmL

>> Preview:

O primeiro show após o Unholy nos reserva surpresas e nos deixa curiosos para as primeiras declarações dos vencedores e perdedores. As intrigas recomeçam, continuam ou simplesmente tem início na noite de hoje. A nova fase da UWF terá início neste RAW is WAR!

>> Cobertura:

São exibidos alguns dos momentos mais marcantes do UWF Unholy, incluindo a virada do destino e a conquista de Crippler Renato Dias, Dean Nolan e King Armstrong, além da traição de Katie Lea a Michelle McCool e o grande combate envolvendo os Daredevils e a British Airlines.

Explodem as pirotecnias! O público parece muito satisfeito com tudo que aconteceu no último pay-per-view da empresa quando vimos as faces em uma câmera que corre por cima de suas cabeças. Os locutores fazem suas tradicionais introduções

Kevin Slayers: Salve UWF Universe! Estamos de volta com o RAW is WAR e esta noite promete trazer fortes emoções para todos aqui presentes e todos que nos acompanham pela internet ou pela televisão.

Ace Steel: Isso mesmo Kevin…Boa noite a todos vocês! Teremos as primeiras declarações do nosso novo UWF Champion Dean Nolan e do UWF World Heavyweight Champion Crippler Renato Dias, que prometeu fazer uma celebração no meio do ringue e já defender seu cinturão no Main Event desta noite.

Kevin Slayers: Isso mesmo! Crippler Renato Dias defenderá o UWF World Heavyweight Championship contra Wendel Del Rio!

Toca “All Hail Nolan” e Dean Nolan vem ao ringue para uma excelente reação popular. Ele está vestido em um terno e com o cinturão acima do ombro direito.

Dean Nolan: Todos viram os acontecimentos da semana passada e tudo que levou àquilo que aconteceu durante o Unholy. Após meses e meses de tentativas e trabalho duro, finalmente consegui buscar algo que já era meu há muito tempo. Não estava em minhas mãos, é verdade, mas o destino reservou esse ouro para mim. Como a flecha do cupido que atinge um coração apaixonado, o UWF Championship atingiu minha mente desde meu primeiro dia aqui na empresa. Sempre foi meu foco ser campeão mundial, independentemente da maneira que eu conseguisse isso. Pequei no começo de minha carreira por ir com muita sede ao pote. Acabei derrotado por Luiz Tanaka e tudo aquilo me fez abrir os olhos. Eu era e sou o futuro da empresa, mas ainda era novo demais para poder estar no topo. Agora, mais de um ano depois, derrotei Ziggler no Main Event do que pode ter sido um dos melhores pay-per-views da história e sou o principal campeão desta empresa.

Ele sumiu…Ele simplesmente procurou um lençol quentinho para se enrolar. Por cinco dias eu consegui impedir ele de ter o maior reinado da história dessa empresa. “O maior UWF Champion de todos”. Sabe quem é esse? O homem que derrotou o que se dizia maior campeão da empresa. O homem que está reclamando de um golpe baixo em uma luta que permitia até que eu o matasse.

Tiraram meu salário, mas esse cinturão ninguém tira de mim. Minha dignidade também não! Eu cheguei ao topo por mérito meu e caso tentem fazer alguma coisa que ameace meu reinado que não esteja dentro dos meus padrões dentro do ringue, irei revelar o maior escândalo de corrupção que essa empresa já teve. Eu tenho depoimentos, eu tenho testemunhas…E agora eu tenho a chave de ouro que eu precisava para ter o tempo que eu quisesse nos shows semanais para falar o que penso. Ninguém vai cortar o microfone do seu campeão principal, pois isso seria uma completa demonstração que o queridinho Perfecto também tem envolvimento com isso.

Eu queria dar-lhe um direito de revanche para esta noite, mas ele não apareceu. Segundo pude constatar, nem ele, nem Tomyer, nem Tanaka. O que houve? Agora que estou aqui todo mundo resolveu se esconder? Pra que fugir da realidade? Essa caverninha de Platão não faz bem para vocês! Saiam para ficarem cegos com o brilho do UWF Championship que está em meus ombros. – Dean Nolan joga o microfone no chão e sobe no corner, celebrando, para apoio do público.

.

Kevin Slayers: Fortes palavras do campeão para começar um reinado forte. Ele tem o público consigo. E Perfecto Ziggler não deu as caras desde que perdeu o cinturão.

Ace Steel: Me assustam as ausências de Tomyer, Perfecto e Tanaka. Eles não viajaram com a tripulação e estão com futuro indefinido dentro da UWF. O caso de Tanaka é mais específico, pois ele se recusa a trabalhar. Sobre Tomyer e Perfecto, parece que estão passando pela síndrome de depressão pós-derrota. É aguardar para ver!

Kevin Slayers: Não duvido que a UWF inicie uma nova fase a partir deste Unholy. Temos muitos nomes novos surgindo, diversas contratações sendo confirmadas…

Ace Steel: Tem isso também… Como por um exemplo The Great Khali, Caio, Edge e PD Lopes que devem surgir em nosso cenário muito em breve, fora nomes como Andrew Moore, Tank e vários outros que surgiram recentemente e estão construindo seus espaços.

Kevin Slayers: E por falar em Andrew Moore, ele enfrentará Razarac logo na sequência!

Toca “This Fire Burns” e Andrew Moore faz seu caminho ao ringue, para alguma reação do público.

Ace Steel: Ele vive um bom momento. Não é todo mundo que estreia com personalidade contra o atual UWF World Heavyweight Champion.

Toca “Ancient Spirit” e Razarac faz seu caminho ao ringue, para boa reação do público.

Ace Steel: A situação de Razarac é exatamente o oposto da crescente que vive o plantel da UWF. A fase não ajuda, o corpo não ajuda.

.

Match #1: Singles Match – Andrew Moore vs. Razarac

Foi uma boa luta de abertura, com ótima exibição por parte de Razarac. Logo de começo ele arriscou uma sequência de “Dives” para fora do ringue. Após duas tentativas com sucesso, ele tentou pela terceira vez e acabou indo direto contra as barreiras de proteção, pois Andrew saiu do caminho. Com isso, três minutos depois ele conseguiu aplicar-lhe um “Pepsi Plunge” e levou a vitória

Vencedor: Andrew Moore

.

Kevin Slayers: Vitória de Andrew Moore! A primeira do jovem aqui na empresa contra Razarac.

Ace Steel: A situação está complicada para Razarac. Ele precisa de uma ou duas semanas de reflexão, malhação. É só desenferrujar e recuperar-se da derrota para o Félix.

Kevin Slayers: Por falar em Félix, ele estará em ação esta noite contra TUO! Agora vamos aos comerciais e daqui a pouquinho a gente volta.

.

Na volta dos comerciais começa a ser exibido um vídeo, provavelmente gravado por algum telefone. Crazy Dragon agita uma Coca-Cola e a abre, fazendo o conteúdo ir para cima, como uma champanhe. Ele observa Bigelow chegando no vestiário.

Crazy Dragon: Arrumou uma cadeira que cabe seu traseiro gordo?

Scott Bigelow: Um funcionário mandou eu ir no almoxarifado buscar uma cadeira antiga do Gustavo Lozzer. Acho que cabe eu, Nagata e o Giant Bob nisso aqui.

Crazy Dragon: Se colocar um motor isso aí vira um ônibus. Os extintores estão ali pendurados. Pegue-os! – Bigelow pega os extintores e eles se posicionam nas cadeiras de escritório. – PREPARAR! JÁ! – Eles apertam os extintores de incêndio. Há uma fita posicionada com certa distância e o extintor dá o impulso nas cadeiras. Crazy Dragon sai com vantagem e chega rapidamente na linha de chegada. Bigelow consegue a proeza de secar o extintor de incêndio e não sair do canto.

Scott Bigelow: Eu disse que não ia dar certo…

Crazy Dragon: AHEUAHEUAHEUAHEUAHEAHUEAHEUAHEAUHEUAHEUAHEA

Scott Bigelow: Pior de tudo que estavam filmando e vão mostrar isso na televisão. Mas bem, vou aproveitar para deixar meu recado sobre o Unholy e não passar tanta vergonha. – Scott Bigelow pigarreia – Finalmente! Somos oficialmente os desafiantes aos Tag Team Titles. Eu e Dragon, sempre dissemos que somos imbatíveis nessa divisão. Falamos, provamos! Vencemos a British Airlines e agora teremos nossa chance. Nossa merecida chance, pelo título que desde o começo nós proclamávamos NOSSO! E agora, está na hora de provar isso também. Bet or Die, vocês agora estão no alvo, nós estamos na caça. Vou destruir vocês pouco a pouco a cada show. Vou pisar suas cabeças conta tanta força que seus crânios vão se reduzir a meros pedaços de ossos tingidos com sangue, vou abrir seu corpos ao meio e fazer suas entranhas ficarem expostas com minhas próprias mãos. Buscar e destruir, essa é a meta dos Daredevils. Eu vou desferir golpes tão dolorosos que vocês irão implorar por algo doce e suave como uma poça de chorume fervente e borbulhante para mergulhar seus cadáveres no inferno! Vosso sofrimento só irá ter fim após a contagem de três do referee. Eu sou o vosso juiz e as declaro culpada de serem a vergonha da tag division, vossa punição será executada pelos Daredevils! Nós iremos atrás de vocês, meninas. Não há muro que impeça, não há ordem que acatemos. Nós vamos destruí-las…foi dito…Será feito! – Scott desliga a câmera e voltamos para a arena.

Toca “Similar Creatures” e as luzes se apagam. Um microfone surge na stage. Valugi Barros aparece, abatido.

Valugi Barros: Senhoras e senhores…Que comece o show! – As luzes apenas se acendem e ele completa a entrada com Gabriel Hardy.

Toca “Eye of the Hurricane” e surgem os Super Heróis em treinamento…Hurricane e D-Reigns vem ao ringue para o combate.

.

Match #2: Tag Team Match – Superheros In Training (D-Reigns & Hurricane) vs. British Airlines (Gabriel Hardy & Valugi Barros)

A luta durou oito minutos. Valugi parecia bastante abalado com o resultado do Unholy e completamente fora de sintonia com o combate. Após certo trabalho por parte de Hurricane, Valugi teve a oportunidade de fazer a tag, mas assumiu a responsabilidade. Do nada surgiu D-Reigns, que não era o homem legal, lhe dando um “Spear”. Reigns derruba Gabriel e Hurricane se aproveita para acertar um “Eye of the Hurricane” em Valugi e fazer o pinfall.

Vencedores: SHIT

Valugi Barros fica inconsolável no meio do ringue. Ele parece desesperado como nunca antes em sua carreira. Gabriel Hardy se aproxima dele e fala alguma coisa, provavelmente motivacional, em seu ouvido. Ele ajuda Valugi a se levantar, lhe abraça e eles voltam aos bastidores.

.

Kevin Slayers: Uma cena emocionante, mas preocupante. O emocional de Valugi Barros, ao contrário de sua saúde, está capengando.

Ace Steel: Acho que ele se sentiu culpado pela derrota no Unholy. Ele apostou todas as fichas no combate do pay per view e acabou sentindo mais do que o próprio Gabriel. Valugi juntou-se pela competição, para poder dar orgulho ao público. Gabriel voltou com a equipe para ser feliz. Ambos os ideais deram errado.

Kevin Slayers: Logo após os comerciais teremos Leonardo Félix em ação. E mais tarde ainda teremos Crippler Renato Dias fazendo a sua primeira defesa como UWF World Heavyweight Champion contra Wendel del Rio.

.

O show volta dos comerciais. Toca “Hands of Wicked” e Katie Lea faz seu caminho ao ringue. Sua expressão e suas vestimentas relatam que ela não veio para lutar, mas sim para falar. E ela precisa falar sobre suas atitudes durante o Unholy.

Katie Lea: Quem perdeu dessa vez foi você, Michelle! Você acha que consegue fazer tudo sozinha mais não é boa o bastante… essa é sua realidade, acha que é perfeita… haha! Parece mais um esqueleto de botas! E ouça bem… eu não te traí! Eu só não aguentava mais ser usada por você. O chute que eu te dei não vai ser nada ao lado da verdade que vou te falar agora… nem eu e muito menos a Eve, nunca gostamos de você, e a única coisa que nos uniu foi o fato de termos inimigas em comum… e a realidade é que você é mais desprezível de todas as wrestlers com quem já trabalhei. Quando você falou aquelas coisas da Eve quando ela saiu… sim, deu uma vontade de arrebentar seu rosto esquelético, por que ela sim é uma mulher de honra, e você é uma verdadeira inútil. Aliás… Você ama de colocar a culpa nas outras pessoas que estão ao seu redor, e eu não duvido nem um pouco que não gostava de nós e sei que não fomos honestas umas com as outras, mas honestidade não é bem da sua personalidade não é mesmo? E vai ser uma honra estar em um ringue contra você. Eu vou provar para todos que você é inútil e desprezível! Minha mão está doida para socar sua cara e arrancar seu sangue como eu nunca fiz com alguém. E mais uma coisa… não abra sua boca para falar mal da Eve nas redes sociais. No mais, fica apenas claro o meu desafio. Na semana que vem resolveremos nossas pendências neste mesmo ringue durante o RAW, ouvido? – Katie se retira do ringue.

.

Kevin Slayers: Então está aí…Será que teremos Katie vs. Michelle no RAW? Vamos aguardar a resposta da ex-companheira de Katie.

Ace Steel: Separação de equipes é sempre tão chata. Ninguém nunca gostou de ninguém, ninguém nunca amou ninguém. E por favor, nunca mais entreguem um microfone para esta mulher.

Kevin Slayers: Não foi tão ruim assim

Ace Steel: A menos que você considere uma briga de gatos uma orquestra sinfônica, o que presenciamos foi bizarro.

Kevin Slayers: É hora de combate, sem falácia.

Toca a tradicional música mexicana de TUO e lá vem ele.

Kevin Slayers: E lá vem o desafiante mais sem carisma que já tivemos na história da UWF!

Toca “Enough is Enough” e Leonardo Félix faz seu caminho ao ringue. O público não está com ele e o vaia.

.

Match #3: Singles Match – “The Satan’s Child” Leonardo Félix vs. TUO

A luta durou pouco mais de quatro minutos e mostrou Félix bastante ofensivo contra um TUO inoperante. Félix acabou lhe aplicando um “Tombstone Piledriver” e caindo em cima, lhe aplicando vários socos. O árbitro interfere!

Vencedor: “The Satan’s Child” Leonardo Félix por Referee Stoppage

.

Kevin Slayers: Pobre TUO…

Ace Steel: Eu disse que esse homem iria estar com sangue nos olhos. E ele está! Ele quer destruir quem quer que seja para retornar ao topo, tentar mais uma vez. Se Crippler conseguiu, Félix também pode.

Kevin Slayers: Meu ponto eletrônico está EXPLODINDO! Há alguém nos nossos bastidores que irá retornar logo após os comerciais. Enquanto ele retorna teremos o pessoal montando a Cage of Death, pois King Armstrong enfrentará Tank daqui a pouquinho também. Voltamos já!

.

Estamos de volta dos comerciais…OUVIMOS TOCAR JUST CLOSE YOUR EYES!

Cody Clarke: Senhoras e senhores, recebam de volta com muito carinho o nosso ex-Intercontinental Champion Christian! – Ele surge para as câmeras, para delírio do público. – Então você está de volta, Christian?

Christian: Sim, sim, amigo Clarke. Após alguns meses pensando no que fazer de minha carreira, resolvi retornar. Muita coisa mudou em tão pouco tempo. Reencontrei muito pouca gente anônima e muitas estrelas. Percebo que Yuki Nagata não conseguiu encontrar um adversário digno e fez cair completamente o prestígio de um cinturão. Crippler está no topo e disse que quer ter o prazer de me enfrentar se eu retornar. Bem, estou aqui amigão, quando quiser poderemos ter uma bela de uma luta. Dean Nolan agora chora com um cinturão ao ombro. O panorama da UWF exigia o meu retorno, pois é o momento em que os oportunistas irão se sobressair. A nova fase da empresa precisa de um canadense comprometido com seu trabalho e compenetrado em conquistar rapidamente o ouro.

Cody Clarke: Então isso é uma afronta para um dos campeões mundiais?

Christian: Há ouro para todo mundo, mas nem todo mundo é merecedor de certas coisas. E eu vou provar que há muita gente que tem tudo na boquinha dentro da empresa. Apesar de muitos denunciarem alguma corrupção, cada um aqui se corrompe por uma chance a um cinturão. Dean Nolan e Crippler não são santos, eu não sou, mas eu vou fazer algo distante de qualquer problema com as autoridades. Isso aqui é uma empresa, há uma hierarquia. E sei que posso ser o líder, o cara do topo do plantel. Apenas isso…

Cody Clarke: Obrigado Christian…De volta para a arena…King Armstrong vs. Tank agora!

.

Match #4: Cage of Death Match – UWF Extreme Champion King Armstrong vs. Tank

A luta durou 10 minutos e tivemos muita violência por parte de King Armstrong, usando bastante as placas de vidro que lhe estavam dispostas dentro da cage. Ao fim ele aplicou um “Black Hole Slam” em cima de uma placa de vidro que foi posicionada em quatro cadeiras de aço e fez o pinfall

Vencedor: UWF Extreme Champion King Armstrong

King Armstrong: – King senta-se no meio do ringue e começa a se balançar Aquela noite marcou muito mais do que a minha carreira. Marcou meu corpo. Todas essas cicatrizes começarão a ser rotina em meu corpo. Nada que eu não esteja acostumado. Eu vou marcar a UWF bem como cada marca que meu corpo irá ganhar. Eu apresentei o conceito da cela da morte. Aqui dentro somos eu, você e tudo isso. O meu adversário pode até se levantar, ser bravo, mas é complicado de resistir. Aqui dentro não entram fracassados, mas saem muitos fracassados. Sim Nagata, isso é uma critica direta ao que você chama de Pride Division. Primeiro que você não quer competição, não quer lutar. Sabe o que eu quero? Quero ver você dentro da jaula com o irlandês! Aqui não tem Rope Break, não tem piedade e só acaba quando alguém morre. Seu desinteresse para com a empresa tem apenas um remédio. A pena é que as pílulas serão entregues por alguém sem qualquer sanidade. NAGATA, AQUI QUEM MANDA EM CAGES SOU EU! – King Armstrong se livra do microfone.

.

Kevin Slayers: Ó MEU DEUS! FOI ISSO MESMO QUE EU OUVI?

Ace Steel: Extreme Champion contra o Pride Champion na Cage of Death? Isso é no mínimo explosivo.

Kevin Slayers: Não somente pelo fato de serem os campeões, mas por serem dois monstros em ascensão na empresa. Vamos dar um breque, vamos limpar o ringue, e voltaremos com o Main Event da noite.

.

Na volta dos comerciais é exibido o que já houve no show de hoje e nos relembram que em instantes começa o Main Event do show. Passa uma vinheta mandando todos acessarem o site oficial da empresa. Foram confirmadas as contratações de Khali, Caio, PD e Edge.

Agora voltamos para a arena e está tocando “Whatever”. O público simplesmente explode quando Crippler Renato Dias faz seu caminho ao ringue. Logo depois toca “Realeza” e Wendel Del Rio também vem ao ringue. O anunciador faz as introduções formais e vamos para a luta!

.

Main Event: UWF World Heavyweight Championship Match – Crippler Renato Dias © vs. Wendel Del Rio

A luta durou pouco mais de doze minutos e demonstrou um Crippler completamente concentrado em seu combate, completamente condizente com sua atual fase. Wendel, ainda pouco maduro, acabou caindo em seu jogo de submissões e perdeu ao ser trancado em um inapelável “Crippler Crossface” no meio do ringue

Vencedor e Ainda UWF World Heavyweight Champion: Crippler Renato Dias

Crippler levanta seu oponente, lhe cumprimenta e comemora no turnbuckle. Logo depois de levantar o cinturão ele pede um microfone.

Crippler: Todos esses anos que eu passei dentro do Pro-Wrestling, eu tive um grande sonho que qualquer wrestler tem ou já teve na carreira. Todos sonharam, poucos tiveram o privilégio de alcançar, e muitos acabavam desistindo no caminho. Eu tive que ultrapassar muitas barreiras e dificuldades durante essas mais de 2 décadas de Pro-Wrestling, e nos últimos dias até o tempo e a idade foram meus adversários. Mas olhando para trás, tudo que eu tive que superar dentro e fora dos ringues, todas as críticas que eu ignorei e passei por cima todo o meu esforço valeram a pena, pois depois de tudo que eu passei eu consegui realizar o sonho que eu sempre tive durante a minha vida, e é com o maior orgulho do mundo que agora eu posso dizer: EU SOU O UWF WORLD HEAVYWEIGHT CHAMPION! – O público explode – Nunca estive tão feliz como estou hoje, e sinto-me realizado. Tenho meus agradecimentos a fazer: Principalmente a minha família e o público (que eu também considero como uma família para mim), que sempre me apoiaram, sempre estiveram lá por mim, e não importa quantas vezes eu falhasse ou fosse derrotado, eles sempre estiveram dando suporte para mim e isso foi muito importante para mim, me deu muita força nos momentos que eu mais precisava e me ajudou muito a ganhar esse título… E é isso aí, agora eu tenho outro objetivo daqui para frente pois como dizem: “mais difícil do que chegar lá é se manter lá”. Eu darei o máximo de mim para manter esse título comigo o maior tempo possível comigo. Vou trabalhar pesado a cada show para ser o melhor World Champion que esse público viu, e continuarei me dedicando como sempre me dediquei durante toda a minha carreira. Mas agora eu só quero comemorar muito, porque eu consegui, eu consegui realizar aquilo que eu mesmo um dia já pensei que não dava mais. Valeu muito a pena ter saído da aposentadoria, e lá no fundo, eu sabia que minha carreira não poderia ter acabado ali, e ainda está muito longe de acabar.

Surge a imagem de uma festa no telão. Do nada vemos uma champanhe…Traz a bebida que pisca! A câmera mostra uma piscina e vemos Luiz Tanaka.

Luiz Tanaka: Vamos pessoal, batam palmas para este guerreiro – Os presentes na festa aplaudem Crippler Renato Dias – Parabéns Crippler, você poderia chorar por agora, não antes. Parabéns por ter tomado o cinturão de um peso morto que resolveu se matar. Quem sabe ele não foi para o Brasil e mirou militante de algum candidato a presidência da república?

Crippler: O que você quer, Tanaka? Vai começar com toda aquela história? Eu derrotei o campeão, derrotei você antes disso. O que mais você quer? Uma nova chance pelo cinturão?

Luiz Tanaka: Crippler…Será que não ficou claro desde o dia que nos enfrentamos que pra mim já deu? Eu cansei de bancar o palhaço e ver todo mundo rindo e debochando de minha pessoa. Cansei de toda semana estar nas arenas e ser chamado de “irresponsável”. Eu fui o trabalhador mais presente dos últimos anos dentro deste plantel e nunca me reconheceram como isso. Sempre fui taxado como alguém que só pensa em si próprio. Já que todo mundo pensa isso, estou aqui na minha piscina pensando em mim – Uma mulher de biquíni passa na frente de Tanaka em cima de uma boia – Que se ferrem os planos, que se ferre tudo! Não precisam me pagar. Eu estou recebendo um salário para ser tratado como um lixo nos bastidores da empresa. Então vou ficar aqui, como os campeões fizeram. Vou curtir a minha vida enquanto posso! Depois eu volto, todos me amam, salvo a empresa e me torno UWF World Heavyweight Champion, bem como sua história bonita. Não entendo todo esse apego por pessoas que retornam. Não interessa o que eles fizeram no passado, o que importa é que voltaram. Parabéns público. Vamos, amigos, cantem os Parabéns para cada idiota que está naquela arena e não na minha festa – O público canta “Parabéns” – Obrigado pela trilha sonora! E Crippler, eu não quero uma nova chance. Não quero que ninguém apronte. Não quero que um juiz me desestabilize ao meu desqualificar por algo que eu não fiz. Não quero que alguém banque o bonzinho depois que meu emocional ficou pior que o de Valugi. Eu nego sua bondade e sua caridade de me dar uma chance e te ofereço uma vaga na minha festa. Pode vir, o chefe deixa seus campeões luxarem com toda a vontade. – Crippler vai se retirando do ringue – Ei, para onde você vai? – Crippler segue seu caminho calado para os bastidores, mas Tanaka segue suas palavras – Ficou chateado comigo? Ficou chateado com a verdade dos acontecimentos? Eu deixei você ser o campeão e você me trata com todo esse desprezo? Eu vi muita gente dizendo que você só ganhou porque eu não apareci. Dizem que Deus é justo…Agradeça-me – Crippler já sumiu, simplesmente desprezou Tanaka. – Pois bem UWF Universe, vou curtir a minha festa, o campeão não quis dialogar comigo. Tchau Tchau, fiquem com o próximo programa.

 

FIM DO SHOW/COBERTURA

 

Sobre "Canadian Wrestling God" Luiz Tanaka

16 anos, capricorniano, cursando atualmente o 3º Ano do Ensino Médio. Fui aprovado em Jornalismo na UFAL no ano passado, mas decidi não cursar. Atualmente mantenho o UOW, blog que tenho um apego grande, mas sem qualquer pretensão de torná-lo grande. Sou figura reconhecida principalmente por conta da UWF. Odeio o estereótipo de nerd. Sou apenas um rapaz latinoamericano, sem dinheiro no banco. Sem primos importantes e vindo do interior! O tipo estranho de se conviver, que curte doidamente um Forró Pé-de-Serra ao mesmo tempo que admira muito a cultura estrangeira.

Publicado em 16/10/2014, em Coberturas, RAW IS WAR. Adicione o link aos favoritos. 56 Comentários.

  1. Stand back, there’s a hurricane coming through

    Pois é, Raw is War marcou a estreia da super equipa que vai dar que falar de hoje em diante no UWF Universe, o grupo de heróis mais destemido do universo, mais fortes que tanques de guerra, mais ágeis que os membros do governo tentando escapar de perguntas pertinentes, mais destrutivos que King Armstrong em noite de nachos… o super herói irresistivel, o simbolo da luz e da justiça, aquele que tudo vê e que tudo venceThe Hurricane!!! e D-Reigns, The S.H.I.T.

    Esta foi a vitória numero um desta organização de combate ao crime, nossos oponentes não são criminosos, alias, até os respeito e tudo o que eles têm feito nessa empresa, no entanto, estavamos em combate e não poderiamos deixar de o tentar vencer, a culpa dos desentendimentos dos Brittish Airlines não é nossa, claro que se vocês se entenderem e quiserem um rematch, podem vir, terei muito gosto em vos enfrentar de novo, porque eu sou um lutador que não tem medo de verdadeiros desafios.

    “Mas The Hurricane, onde estava você no Unholy?”

    Secção de comentários, The Hurricane não esteve no Unholy por uma razão muito simples, algo que eu vou falar já a seguir, algo tão simples que resultou na minha não participação no show, sério, não precisam de se preocupar, foi algo que eu deveria ter feito nesse dia e por isso não participei, mas eu irei falar o que foi, então, eu não consegui participar no Unholy porque…

    [Fim de Ligação]

    • Hurricane fizemos um grande trabalho vamos continuar assim para que possamos acabar com toda injustiça no mudo e no wreslitng,e sobre os outros combates excelentes…..mas agora estou feliz com a vitoria da THE SHIT!

  2. É isso mesmo, o novo contratado, “The Genius”, PD Lopes! Eu estou muito feliz por ter chegado até aqui e espero fazer minha estreia o mais breve possível. Meu objetivo aqui é claro: atingir o topo. Mas para isso, não tenho pressa, pois existem grandes talentos aqui e quero evoluir bastante para atingir meu objetivo. Bom, no show de hoje apenas assisti, pois estou chegando agora. Quero conhecer melhor depois o roster e os funcionários, mas quero que todos me conheçam pelo meu talento no ringue! É por isso que eu quero ser conhecido. Quero mostrar que meu apelido nas indies “The Genius” não foi me dado à toa. UWF Universe, get ready, because “The Genius” is here!

    PD Lopes – The Genius

    • É, você tem uma visível invalidez de argumentar. É previsível, limitado, e o pior de tudo, se deixa levar pela frase abstrata que diz: “Querer é poder”. Não meu jovem. Ter força de vontade – se é que tens – não compensa sua falta de talento. Dizer que a alcunha “The Genius” é cabível a ti, é estar dando indícios da imbelicidade. “The Genius” não passa de um codinome que você se idealiza, e consiste em convencer a si mesmo de que você o merece. Não, não o merece. Com estes pronunciamentos ultrajantes, não conseguirá jamais comprovar isso. Está longe disso. Você quer alcançar o topo? Quer? Está ai, outra prova de que, felizmente, eu sou diferente de você. Eu não quero fazer história. Eu farei história! Eu sou aquele que, dentro de uma semana, protagonizará o Debut mais impactante/marcante que a UWF viu. Use isto para se tornar um Wrestler melhor.

      • Visivel invalidez de argumentar? Eu apenas falei que estava feliz por ter chegado, não usei argumento nenhum, por isso aprenda a interpretar as coisas. Outra coisa, eu não acho que querer é poder. Eu quero sim chegar ao topo do UWF, mas eu mesmo admito que tenho um longo caminho pela frente. Essa é a diferença entre nós, você não tem humildade, é apenas um convencido que está se achando o superior. Você deveria aprender a ser humilde, isso realmente te ajudaria a ser um melhor wrestler. Tenho certeza que dentro de um ringue você não é o que você fala! Essa história de você não lutar comigo por que eu sou inferior é só falação. Vamos ver quem é o melhor então! Ou será que é um covarde que só sabe falar da argumentação dos outros? Estou afim de te mostrar o porquê de eu ser chamado de The Genius!

        PD Lopes

  3. Finalmente a UWF tomou uma decisão, visando a melhoria qualitativa da companhia. Oficializar minha contratação. Vejo que outros três também tiveram seus contratos assinados com a UWF. É bom não optarem por se meterem em meu caminho. Como num passe de mágica, eu faria ambos desaperecerem do plantel da UWF. Espero que pra próxima semana não escalem-me contra um destes. Sou digno de enfrentar o UWF Champion, por exemplo. Não lutar com inexperientes neste ramo. Contra Khali, Caio, ou DP, eu não consideraria uma luta. Consideraria uma execução sumária.

    • Acho que você não é tão superior, visto que não consegue acertar nem meu nome e olha que são apenas duas letras. E por que não enfrentar um dos novos contratados? Acho que seria uma boa para ver qual dos novatos é o melhor! Mas eu não sou GM e cheguei agora, portanto não tenho esse poder de decisão. Mas se houvesse, seria uma boa forma de mostrarmos o nosso talento e te ensinaria a não ser convecido desse jeito.

      PD Lopes

      • Quanta ingênuidade. Se não acertei teu nome é porquê você não é nada. Não passa de um zero a esquerda. Não passa de um desprovido.

        Me ensinaria? Só se for a como não ser um lutador. É sério que você se profissionalizou no Pro-Wrestling? Difícil acreditar.

      • Eu, lutar com você? Não irei me rebaixar a tal ponto.

    • "Real Wrestling Last Hope" Dean Nolan

      Rapaz, eu sempre gostei de um novato com atitude. Sempre achei que era isso que faltava no roster da UWF, gente ambiciosa e que não se deixasse intimidar pelos os que cá estavam. Mas cuidado para a ambição não atrapalhar o teu caminho. Como UWF Champion, dou-te as boas vindas à UWF. Mas se eventualmente nos enfrentarmos, não esperes simpatias.

      • “Mas se eventualmente nos enfrentarmos, não esperes simpatias”. Lhe digo que se eventualmente nos enfrentarmos, não espere reter o title.

      • "Real Wrestling Last Hope" Dean Nolan

        Excesso de confiança pode ser o beijo da morte. Pense nisso.

      • É exatamente isso que eu falei Nolan, mas não adiantou. Eu sempre prezo pela humildade, mas sem perder a ambição e digo também que quando ocorre algo de errado para os convencidos, a queda é maior. Tenho certeza Nolan, que você chegou ao topo mantendo sempre os pés no chão e isso é uma coisa que eu não quero perder, principalmente agora que eu consegui chegar na UWF.

        PD Lopes

      • Reply para Dean Nolan

        Você fala que confiança demais faz isso e aquilo, mas é o cara que não parava de dizer que era o futuro e chegou a dizer que era o criador da Extreme Division, sendo que quem recriou tal divisão foi o Dragão Louco. Olhe para o seu passado antes dar algum conselho para alguém.

      • "Real Wrestling Last Hope" Dean Nolan

        Eu provei que tinha razão naquilo que dizia, Crazy Dragon. Fui o maior e melhor campeão da história do Extreme Title e aquilo que no passado era o futuro é hoje o presente. E veja só, sou bem sucedido agora também. Nunca me afirmei como criador da Extreme Division. Afirmei-me sim como aquele que combinava todos os estilos de Wrestling num só. Eu tenho um grande ego, mas tenho experiência e capacidade de sustentar o que digo também.

        PD, mentiria se dissesse que fui sempre assim. Mas a vida ensinou-me a não dar passos maiores que a perna e aqui estou eu. UWF Champion.

      • Entendo Nolan. Cada um possui suas falhas, mas eu espero trilhar esse caminho para chegar ao topo.

      • Concordo com você em partes, menos com a sua afirmação de você foi o melhor Extreme Champion. Você só ganhou o Extreme Championship porque todo mundo sabe que eu queria sair da UWF para caçar os índios Papacu no Acre. E só se manteve com o título por falta de opções. E todo mundo sabe que Extreme Division vive o seu melhor momento desde a época onde o Dragão Louco era o campeão.

      • "Real Wrestling Last Hope" Dean Nolan

        Eu venceria o título de qualquer forma, Dragon. E o teu reinado foi ridículo, sendo sincero. O meu foi um dos combates principais na Wrestlemania, foi Main Event do Raw várias vezes e cheguei aos 3 finalistas do Royal Rumble com ele. Queres comparar?

      • Reply para Dean Nolan

        De fato eu não fiz um bom reinado, mas nunca foi a minha intenção fazer um bom reinado. Eu entrei nesta companhia para mostrar o poder da Lei de Thelema, do poder do faze o que tu queres. E eu queria fazer mudanças na UWF e consegui. Senti um sentimento de dever cumprido e resolvi sair da empresa para seguir outros rumos.

      • "Real Wrestling Last Hope" Dean Nolan

        Mas voltaste. Isso é porque não cumpriste o teu dever como deve de ser.

      • Isso não é uma justificativa! Você não é um Papa do Wrestling para dizer se eu cumpri ou não cumpri o os meus objetivos dentro da UWF. Eu sigo a Lei Thelema, por isso eu faço o que eu quero! E por isso isso é dever meu saber quando cumpri meus objetivos!

  4. Your worst nightmare is back, bitch! Após 3 longos meses de ausência, não aguentei o vazio que estava dentro de mim e resolvi voltar para a UWF. A escola de lucha libre lá no México já se reestruturou depois da passagem de um mastodonte que destruiu tudo quando a UWF realizou o Sin Piedad Night II na Cidade do México… Foi complicado, mas felizmente, tudo se normalizou e já não precisam de mim por aquelas bandas… diferente daqui.

    Nem Lozzer, nem Pedro Santos, nem qualquer outro road agent veio na porta da minha casa implorar que eu voltasse. Pelo que pude reparar, a UWF passa por uma fase de renovação, que trás junto momentos difíceis. Os macacos velhos acham que podem fazer o que quiserem enquanto os novos chegam se achando a última bolacha do pacote. Valores se perderam e o resultado todo está ai: até o público se considera a rainha da Inglaterra para sair invadindo um espetáculo do nada. Senti a necessidade de mostrar o que é trabalho árduo a esse povo, que parece ter esquecido do porquê estão no UWF. Da mesma forma pacífica que sai em julho, voltei agora em outubro, muito bem recebido por todos. E cá estou eu para essa nova fase.

    Umas das coisas que mais acompanhei durante meu tempo na América Latina foi a vida de Yuki Nagata. Na minha última luta, o mastodonte me moeu em 7 minutos em uma TLC match. Bem, esperava que ele então fosse um mostro dominante, que quebrasse meio mundo de gente na porrada, que se envolvesse com os grandes, mas a única coisa que ele fez desde que conquistou o meu Intercontinental Championship foi alterar o nome para a maior tosquice da história do pró-wrestling: PRIDE Championship. Na boa, quem se chama de “Campeão do Orgulho” devia ser imediatamente internado numa clínica psiquiátrica, ou em uma escola de ensino religioso. Basicamente, a vida de Nagata se resumiu a isso nestes 3 meses. Pôs uma jaula de 8 lados em torno do ringue, determinou um número x de rope breaks e considerou que isso lembrava a falida PRIDE japonesa. Isso que nem quero traumatizar o glorioso Gabriel Hardy ao falar dos desafiantes da marmota. Hardy, TUO, Dragon não são nomes de um campeão que ano passado era a face do Raw. Mas tudo bem; há wrestlers que são talentos natos, porém existem outros que só conseguem se apropriar do sucesso dos outros, mas não conseguem andar com suas próprias pernas quando é necessário.

    Num panorama um pouco mais elevado, temos a figura de Dean Nolan, que à três meses atrás não eram absolutamente ninguém e hoje é um dos maiores nomes da UWF. Parabéns, garoto. Clap, Clap, Clap Tem os meus aplausos. “The Future” Dean Nolan finalmente é campeão mundial…com, hãm, 11 meses de atraso, calando a boca de todo mundo que nunca acreditou em você com eu incluído nesse grupo…Nunca vou esquecer do Dangerous Intentions, garoto. Mas enfim, gostei do seu oportunismo ao criar uma história da Carochinha para pôr todo mundo contra o chefe e o Perfecto. Hurricane, em vez de continuar com a The S.H.I.T. devia investigar à lá Sherlock Holmes a veracidade dos fatos. Não é pela Cachinhos Dourados, é pelos peeps, pelos cidadanezes (?) da UWF, que merecem ficar sabendo da verdadeira verdade do que aconteceu por aqui nas últimas semanas. Duvido que os fãs continuariam a aplaudir esse maluco completamente descontrolado que não faz ideia das suas ações. Penso inclusive que as pessoas começaram a ficar em abstinência do Sanders e começaram a aplaudir qualquer um com qualquer semelhança mínima…

    E outra mudança bruta que precisou daquela pitada de sorte e um pouco de oportunismo aconteceu na vida de Crippler. De um velho e empoeirado Hall of Famer, para finalmente World Heavyweight Champion. Senhoras e senhores, é este homem é que me faz nunca desistir de ser campeão mundial. Não há ninguém neste roster inteiro que tenha sofrido mais que o Crippler nestes 2 anos de UWF. Passou de tudo e mais um pouco e merece meu profundo respeito. Fico feliz que queira me enfrentar, parceiro. É uma honra muito grande saber que alguém do seu porte me considera digno para uma boa luta. A qualquer hora, a qualquer momento que queria, POIS EU ESTOU DE VOLTA, BABY!!! Mas só acho que a batalha para ver quem seria o melhor canadense merecia ser algo grande, em destaque, que não envolvesse o Tanaka e sua semi-aposentadoria (essas tetas flácidas já necessitam de um sutiã, meu caro).

    E é isso. Eu estou de volta para muito trabalho, para ser feliz. Numa empresa que viu a comodidade tomar conta, vamos ser a exceção, mais uma vez e mostrar o que o wrestling é de verdade. Nada de festas, nada de futilidades, nada de Zigglisses ou Tomisses. O barato agora é diferente. Senhoras e senhores, o Christian 15.0 acaba de decolar!

    • Cristian, opinião é igual a bunda, não é só porque você tem que é obrigado a dar.

      Mas vamos lá responder esse monte de lenga lenga seu, porque dada a falta de um desafiante descente, o tédio já ficou tão grande que não tenho nada melhor para fazer até a próxima rodada de bacon chegar.

      Primeiro, tosco é um ator metido a wrestler igual a você, que tentou bancar a madre Teresa, ir treinar uns pedintes mexicanos pensando que iria comover o público para se manter em evidência depois que eu te “desossei “. Na certa achou que nas semanas seguintes seus Peeps iriam fazer cânticos implorando por seu retorno,e você iria então conseguir mais popularidade… Pena que todo mundo esqueceu de ti no segundo seguinte a despedida, virou notícia velha em um piscar de olhos, como sempre digo, bonzinho só toma na cabeça, seja a base de socos meus, seja sendo esquecido pelo povão de memória curta que sempre diz que é sua força. Mas no final, apenas está de volta sem destaque, entrando de joelhos pela portinha do cachorro, se diz 15.0 mas não chega a 1.5 visto que continua o mesmo comentarista sem graça de sempre.

      Orgulho.. Boa questão. Até achei graça no seu número de stand up sobre o belt, mas convenhamos, convence quem? Existem mais tipos de lutadores do que dentes no ringue após uma luta minha, todos eles falam de coisas diferentes, e dizem serem os melhores por algo peculiar mas sempre tem um ponto em comum… Lutam para se orgulhar. Seja da própria força, ou de serem melhores wrestlers que os adversários que derrotam, vão atrás de títulos para poder ter o orgúlho de ostentar os belts, e as vezes como no seu caso, apenas pelo orgulho de se dizer “campeão do povo” (no caso orgulho de se dizer nada). Orgulho é algo que está unido ao conceito de ser humano, mesmo fora do wrestling, as pessoas sentem necessidade de competir para se orgulharem de serem superiores aos outros em algo, sejam esportes, trabalhos ou em pegar mulher na balada… Descriminar, estar um nível acima dos adversários para poder se sentir de bem consigo mesmo e talvez gabar-se. Orgulho, desejo natural do ser Humano o único desejo dessa espécie hipócrita e ao ser o campeão do PRIDE Division, sou algo como… Um Supra Campeão mundial, pois sou o campeão da divisão que melhor representa a natureza maldita dos homens… Ou do meu caso, o instinto mortal dos Mastodontes.

      Mas claro, já imagino que tal conceito da mesma forma que um murro meu, seja demais para sua cabecinha movida ao óbvio aguentar

      Assim seja bem vindo de volta, espero que o cara mais excêntrico, polêmico e que luta “quase bem” possa quebrar um pouco do tédio que tem sido a falta de capacidade de mais da metade do roster em apresentar um desafio descente a mim.

      Mas só para constar um retrospecto de nossos últimos embates… 15 minutos… 10 minutos … 7 minutos… Da próxima luta nossa, não te deixo respirando nem por trinta segundos.

      • Não fui ao México para pedir esmolas, não fui para lá para querer sucesso e pessoas gritando meu nome, não fui para lá para que meus peeps continuassem a se lembrar de mim. Não preciso refrescar a mente das pessoas a cada 5 minutos para lembra-las de quem sou eu, diferente de alguns que mesmo sendo mastodonte com uma jaula bizarra atrás de si consegue fazer lembrar os outros ao menos do seu nome, ou da sua importância. A questão é simples: tenho plena certeza do legado que fiz, não preciso correr atrás dele de novo. Isso me deixou tranquilo para ser professor e ajudar a destraumatizar aquelas criancinhas mexicanas, das quais o senhor tratou de tentar destruir o único sonho que elas tinham. Esta por sinal é mais uma prova da sua incapacidade de ser alguém com identidade: destrói até o sonho crianças porque não tem como alcançar as suas próprias vontades.

        Segundo, saiba separar orgulho de soberba. Todos nós fazemos coisas para nos orgulhar mesmo, afinal, se nem nós mesmos acreditássemos no nosso potencial, não haveria sentido existirmos. Todos, sem exceção, querem superar as barreiras que a vida lhes põe, e no futuro, ter orgulho de poder passar por isso. Agora, ter soberba pelos seus atos, se achar um Deus (ou um semideus) é algo totalmente repudiável. Se achar infinitamente melhor que o outro por um simples ato, uma simples palavra; o duro é que esses infelizes transformam essa soberba numa verdade inquestionável e não aceitam quando são superados. Todos tem lá seu momento de soberba também, mas nem todos vivem com esse tipo de pensamento. Agora me diga, senhor “supra campeão mundial do orgulho”, o que tanto ostenta para ter toda essa soberba? Ser o maior troglodita, o ser mais ignorante da história da UWF? Ser a pessoa que sempre teve tudo para ser grande, mas nunca conseguiu ser assim sem a ajuda dos outros? Se dizer mastodonte e não assustar ao menos uma barata? Parabéns, Nagata. Você representa o grupo de tapados que se acham o ser supremo do bando mas que na verdade é pior do que todos os outros que estão a sua volta.

        E isso nos trás até sua posição no card. Tu tentou passar a imagem de dominante com nomes meia boca e hoje sua cela só falta virar um prostíbulo tamanha é a falta de crédito que seu nome possuí. Se teve adversários fracos, a culpa é toda sua, Nagata. Me escolheu a dedo, fez a escolha certa e teve seus 7 minutos de fama. Por que não ousou a escolher alguém de um nível mais alto de novo? Medo que os outros recusassem a oferta por você ser o campeão mais “Who?” de sempre? Quem está começando topa qualquer parada e vemos exatamente nos seus antigos adversários, ou mesmo no King Arm…Arm…Armalguma coisa.

        Este é o seu legado deixado. Mas voltei a UWF, então quem sabe não seja para mudar toda a sua vida de novo, grandão, mas agora, ao meu favor. Ainda prefiro o nome “Intercontinental Championship” quando vejo e seguro este título. Só que PRIDE Championship não seria assim tão mal pensando por uma tênue linha positiva. Afinal, o meu orgulho seria de ter conseguido passar pelo maior desafio da minha carreira. Na próxima vez que nos encontrar, tu não terá nem 30 segundos de fama, pois se mesmo estando de pé ninguém se importa com sua pessoa, imagine então dentro de uma caçamba de lixo…

    • "Real Wrestling Last Hope" Dean Nolan

      Hey look, Christian’s back. E ninguém quer saber. Mas vá, eu vou-te dar um bocadinho de atenção pela qual estiveste tão desejoso neste tempo que passaste fora. A mim parece-me que não mudaste nada. O que é uma pena, porque seria imensamente benéfico tu aprenderes a calar a tua boca e a deixar de dizer merda atrás de meda incessantemente. Tudo o que eu vejo é choro, revolta e angústia de um homem que nunca fez nada de significativo na carreira mas sempre se achou a última bolacha do pacote. Um homem que critica tudo e todos sem moral nenhuma para falar.

      Diz-me lá Christie, nesse buraco com Wi-Fi onde te escondeste após seres humilhado, violentado e massacrado pelo Nagata pudeste ver tudo o que se passava aqui, certo? Certo. Então com certeza viste que eu, Dean Nolan, me tornei o grande nome da UWF atual. Não interessa quem eu era à três meses, interessa-me o agora, mas já que insistes tanto em falar dessa época, diz-me lá: Quem eras tu à três meses? Aliás, quem és tu agora ou quem foste tu? O engraçado é que tu só sabes falar e chorar. Falar e chorar. Falar e chorar. E repetes esse ciclo sem cessar. Então e o que tem se o meu reinado chegou 12 meses atrasado? O do Crippler demorou 2 anos, mas puseste-te com sorrisinhos e elogios para ele porque ele te deu a atenção e aquilo que tu querias, que é mais um pouco de destaque e uma oportunidade que não mereces. Não mereces porque neste tempo todo que estiveste fora só soubeste criticar a UWF, o seu estado atual e tudo mais. Mas falar de longe é fácil. Tu estavas fora, a reclamar de tudo, a veres Lozzer e Perfecto a corromper a empresa que supostamente amavas. A castigarem os Peeps, essa nação que tu dizes ter. Mas não voltaste. Porquê? Porque é mais fácil falar de fora, sem conhecer realmente os factos. És uma vergonha, Christian. E és um ingrato. Eu salvei-nos a todos de Lozzer e Perfecto, salvei-nos da praga que eles são e que, qual Ébola, se espalhava e infectava todos em seu redor. E tens a coragem de dizer que eu inventei tudo isto para ter o apoio das pessoas? Sem o apoio das pessoas, eu venci Crippler Renato Dias, o atual UWF World Heavyweight Champion, o homem que tanto admiras e elogias. Mas sabes porque é que elas me apoiam? Porque elas sabem que eu sou o mais puro guerreiro que luta pelo o que quer sem desistir. Sou aquele que nunca saiu da UWF por mais adversidades ou obstáculos que tivesse no seu caminho. Sou aquele que nunca desistiu, ao contrário de ti. Tu desististe e isso deixa-te sem moral nenhuma para criticares seja quem for dentro desta empresa. Que se foda que o meu reinado tenha chegado com 12 meses de atraso. Onde é que está o teu?

      Se é atenção que queres, Christie, estás a falar com o homem errado. Mas se os nossos caminhos eventualmente se cruzarem, que seja. Mas vais ter de fazer para merecer lutares por este título. Porque de momento, não mereces nem um lugar no roster atual.

      • Ninguém quer saber do meu retorno? Jura? Então porque 2 pessoas já vieram falar comigo? Que eu saiba, 2 é maior que zero… É aquilo que sempre digo, todos vocês fingem que me odeiam, mas no fundo no fundo querem é trocar umas palavrinhas comigo. Você não é a pessoa com quem mais queria conversar, mas não cometeria a heresia de deixar o campeão master da UWF a falar sozinho, se bem que você deve ter alguns amiguinhos imaginários quando chega em casa, mas deixa pra lá.

        Então, vamos começar. Quem era eu a 3 meses atrás? Bem, era um cara que tinha aprendido a calar a boca, me concentrar nos meus objetivos e nunca desistir de qualquer sonho que eu tivesse. Tinha uma confiança inabalável, até que veio o Nagata e a jogou para fora da UWF. Quem sou eu hoje? Um cara que foi até o México reencontrar a confiança que tinha perdido e que até hoje nunca desistiu do seu sonho: fazer história na UWF. Diferente do que você falou, Nolan, não choro por não ter nada hoje em dia, nem muito menos tenho inveja (não mais) do que os outros possuem. Só penso como alguns sujeitos tem a audácia de passar em cima dos outros para conseguir fama.

        Enfim, já falei muito de mim.Vamos falar do “grande” Dean Nolan. Nagata falou que o grande mal da humanidade é o orgulho, quando na verdade é acreditar em tudo o que escutam sem se dar ao mínimo trabalho de questionar uma coisa sequer, ainda mais quando estão cansados de ver um ser repugnante no topo da piramide. Não é o único na face da Terra que já deu pseudo-provas e causou um rebuliço geral para que a grande massa ficasse ao seu favor. Basta só um pouquinho de atenção que todos perceberão quem realmente é o falsário nessa história toda. Mas esse não é meu trabalho, bem, não por enquanto. Foi o Perfecto que se deixou levar pela maré, então o problema é inteiramente dele. Já tentei levar o peso de uma revolução de verdade inteira nas costas, e doeu, por isso não interfiro em nada que for do meu interesse. A única coisa que tenho que concordar com você é seu esforço incansável para atingir seus objetivos. Agora tu haverá de concordar comigo que você pegou muitos atalhos para chegar até ai.

        Agora, se por alguma razão você virar do meu interesse, se prepare, pois seu castelo de cartas não dura uma semana. Não sou tão ingenuo ou passivo como Perfecto e Lozzer são. Por isso, pense bem antes de me deixar olhar para esse seu UWF Championship que tanto brilha…

        PS: segue o que o real significado de revolução, que soa muito diferente do tumulto, da baderna provocada pela sua pessoa:

        Re-vo-lu-ção

        s.f.
        1 Mudança brusca e violenta na estrutura econômica, social ou política de um Estado;
        2 Reforma, transformação, mudança completa;
        3 Perturbação moral, indignação, agitação;
        4 Modificação em qualquer ramo do pensamento humano;

      • "Real Wrestling Last Hope" Dean Nolan

        Eu só falei contigo porque falaste mal de mim. E sempre que alguém fala de mim, terá resposta. Seja o D-Reigns, o Tanaka, o TUO ou quem quer que seja. Não te sintas importante por isso.

        Essa confiança renovada, já ouvi essa história. E não tem um final feliz, muito pelo contrário. Isto não é a história do homem que falha e volta com tudo. Isto não é um conto de fadas, não é o mundo da fantasia, isto é a UWF. E na UWF tudo o que importa é vencer. Vencer de qualquer maneira.

        O que andas a insinuar, Christian? Isso são os teus “Mindgames”, é isso? Achas que me vais afectar por fazeres umas quantas suposições? Eu não inventei história nenhuma. Eu dei provas que Lozzer e Perfecto andavam a corromper a UWF. Aliás, os próprios se incriminaram. Então, porquê isto tudo? Ah, já sei porquê. Porque tu, sim tu, tu és aquele que quer atenção das grandes massas e não eu. Mas não resulta. Se queres alguma coisa, vens tu buscá-la. Eu não tenho interesse nenhum em ir atrás de ti.

      • Pode deixar, não me sinto nem um pouco importante ao falar contigo, pois já conversei com gente muito mais intelectual que sua pessoa, como aquela garotada que eu estava treinando até o inicio da semana.

        E onde disse que queria voltar com tudo? Perdi tudo o que tinha na UWF, menos os meus fãs e minha confiança, é claro. Nem que eu tenha que recomeçar como ajudante de auxiliar de limpeza, vou subir degrau por degrau de novo, até poder chegar ao topo, não importa quanto tempo isso demorar. Já se vão quase 2 anos de tentativas; mais tempo, menos tempo preciso para isso me é indiferente. O que tenho pressa é em voltar a derrotar os palhaços da UWF. Quem saiba você não seja o primeiro da lista, Nolan? O importante é sempre vencer e progredir…

        Também não faço jogos mentais. Apenas vi os shows de uma forma um pouco mais clara e tenho como tirar essa sua máscara de “bom cidadão” que tu ganhaste no último mês. É como eu disse: não sou trouxa para cair no seu conto de fadas onde você é a heroína indefesa. Não quero atenção ao dizer isso, só quero que saiba que existem pessoas que não caíram na sua montagem desmoralizante. E se realmente me interessar pelo UWF Championship, pode ter certeza que irei atrás dele e lutarei até o fim para tê-lo.

    • Reply para Christian

      É impressionante como quase sempre que você fala alguma coisa, o meu nome e derivados sempre são citados. Parece que você tem algum tipo atração por minha pessoa, é tipo um amor platônico.

      Eu não tenho nada a ver com isso! Eu nunca tive qualquer relação com essa palhaçada que é conhecida como PRIDE Division! Não fique falando inverdades sobre minha pessoa e fecha o cu antes de falar qualquer coisa sobre o Dragão Louco! Não existe um Vaticano do Wrestling para dizer quem é ou não é um lutador de verdade! E você não tem moral nenhuma para rebaixar qualquer pessoa enfrentou o Nagata, lembre-se da forma em que você foi humilhado pelo Nagata, nada diferente que aconteceu com o Gabriel Hardy e o TUO.

      • Se não foi você que entrou na gaiola de passarinhos do Nagata, me desculpe. É difícil difenciar um sujeito tão irrelevante no meio de tantos que estão na UWF atualmente. Eu não sou nem o papa nem o Vaticano para dizer isso, mas é tão óbvio que nem precisa de um especialista para falar com propriedade…

      • Reply para Christian

        Um cara que não sabe o que está acontecendo na UWF não tem o direito de dizer se o Dragão Louco é relevante ou não, ainda mais quando esse cara é uma das pessoas que mais citaram algo relacionado ao Dragão Louco na história da UWF.

        E você também não moral para rebaixar os antigos desafiantes do Nagata! Você também perdeu de forma humilhante para ele.

      • Citar ou não citar você muda em algo na sua, na minha, na vida de qualquer um que está lendo isso? Claro que não, pois continuará a ser o mesmo desconstrutor anonimo de antes, por isso abaixe o faixo e veja sua própria realidade antes de falar da minha.

        E entenda uma coisa, caro dragão: nunca fui desafiante do Nagata. Ele que sempre correu atrás do ouro, que até hoje ele ainda persegue. Percebeu a minha diferença de qualquer outro ser que o Nagata enfrentou pelo meu Intercon…ham, digo, pelo PRIDE Championship?

  5. Abdul Jaba

    Pra começar, nada pessoal Tank, mas me lembro que certa vez, você em seus tempos militares costumava agredir irlandeses loucos, pois bem, após minha conquista no “Unholy” resolvi lhe provar que aqui na minha CAGE, o irlandês supera o senhor das armas. Sem trapaças, sem falcatruas, chances iguais para os dois e o resultado: Vitoria deste que vos fala. Como minha alma está em paz por estes dias, desejo-lhe sucesso no Centro de Treinamentos da UWF e após alguns meses voltamos a conversar.

    Agora o que realmente importa: por que Nagata? Extreme Champion vs Pride Champion?

    Simples, o Pride Champion não faz jus ao nome e no momento quero enaltecer a Extreme Division que por mais de cem dias ficou ofuscada, além do que: não tenho medo do Mastodonte por mais forte que ele seja, NÃO é a força dominante por aqui. Na tua jaula, ou circo de horrores, existem regras chatas, adversários fracos e nenhum pingo de emoção. Agora, aqui na minha CAGE existem os elementos formadores de um campeão: sangue, suor, força e habilidade. Então me diga, nobre Pride Champion: qual a CAGE mais honrosa?

    Enquanto muitos possuem medo, eu não.
    Enquanto muitos temem vossa senhoria, eu não.
    Enquanto muitos tremem ao lhe ver, eu não.

    Nagata, ao contrário de outros que lhe enfrentaram, EU não tenho ALMA. Pode me agredir a vontade com palavras, porque sei que dentro da minha CAGE OF DEATH, somente o irlandês sairá vencedor. Não é uma aposta e sim uma certeza. Mastodontes já estão extintos, chegou a hora de se juntar ao bando. Vou escalpelar tua pele, fatiar o colan que você usa, tua máscara será esmigalhada, arrancarei uma quantidade de sangue das tuas entralhas que deixará os fãs chocados; será um prazer lutar contra ti e garanto que será uma luta sangrenta, ao melhor estilo King Armstrong cujo o único vitorioso serei EU.

    Adoro desafios e nesta luta dentro dos meios domínios, serei o caçador e o mamute minha presa estimada; o real monstro irá prevalecer e unificar o teu cinturão ao MEU tornando-o um objeto de Orgulho, Sangue e Glória: The New Extreme Belt !

    Vou ti provar, porque falo a verdade.

    KING TIME! KING TIME! KING TIME!
    EXTREME TIME! EXTREME TIME! EXTREME TIME!

    Hail to the King
    Hail to the One
    Hail to the Extreme Champion
    Hail to the King Mortal Armstrong

    • Diz não ter alma, mas é apenas um guri mimado no corpo de um adulto com inveja da atenção que eu recebo, fala que não ter sanidade, mas continua sendo o filho querido que escuta os conselhos de mamãe.

      Sim, você mesmo com toda essa panca já mil vezes vista de monstro do hardcore wrestling, que não passa de um cara meio retardado que gosta de bater nos outros com coisas, porém ainda não largou a barra da saia da mamãe.

      Rope Breaks, Rounds e regras chatas… Quando reclama disso, eu vejo claramente você seguindo o conselho de “não brincar com a comida” que ela te dava, pois em suas lutas onde não demonstra piedade (o que até admiro) mas não dá espaço a reação do adversário, não procura se divertir ao máximo dando esperança de reação a o inimigo e na sequência arrancando tudo dele. Não brinca com a comida, não a degusta igual a um especialista como eu.

      Sim eu dou Breaks, Rounds de duração limitada e tudo mais. Não espero que alguém que ainda obedece mamãe e é tão louco ao ponto de não apreciar jogar com a mente humana entenda como é divertido jogar um joguinho de roleta russa em que o adversário tem vantagem de três “saves” quando a bala está prestes a lhe estourar os miolos, e ainda sim, ter a certeza que irá vencer de qualquer forma ao final, vendo a cada segundo o pânico profundo ir cozinhado a pessoa por dentro a cada hope Break que gasta, sentindo o seu fim cada vez mais perto, lentamente a destruição vindo em sua direção.

      O olhar de desespero dos meus inimigos para o cronômetro, dez minutos que parecem os dez anos mais longos de suas vidas, o tempo parecendo que congela enquanto tentam sobreviver desesperados ante a besta fera que os ataca. O relógio parece até mesmo brincar com meus inimigos, quase parando quando estão sendo arrasados, mas praticamente evaporando nos seus raros momentos de vantagem.

      Dai vem a sensação de alívio, quando finalmente o gongo soa… Para então eu poder começar a festança da violência tudo de novo, round após round e assim vou, deixando meu alvo tentar escapar e derrubando ele de volta no inferno, vez após outra sem parar, enquanto tiver graça.

      É assim que se acaba com um cara, não arrebentando apenas uma carcaça de carne que em poucos dias se recupera e está de novo no ringue contra outro. Não, o que eu destruo é o psicológico dos meus inimigos, alguém que entra na sua gaiola vai ao hospital, mas quem sai da minha, nunca mais é o mesmo…. Pois sua alma jamais volta a ser o mesmo depois de partida pelo mastodonte.

      Posso dizer, que PRIDE não é para agradar a todos mas sim a quem realmente entende algo de wrestling.

      Então vai ser um prazer mostrar que não importa o campo de batalha, esse Mastodonte aqui é a prova viva que Darwin estava certo quando afirmou a “sobrevivência dos mais aptos”, pois eu sou o topo da cadeia alimentar, o máximo da evolução dos monstros, aquele que joga como se estivesse em casa não importa as regras, não importa contra quem, não importa o formato das grades.

      Irei te ensinar um pouco sobre wrestling meu caro, e quando eu terminar de acabar contigo, sua mente terá “traumas nos traumas dos traumas”.

      NAGATA TIME.

      • Abdul Jaba

        Senhoras e Senhores, o Mastodonte se pronunciou!

        Que bosta!

        Para começar, se realmente sou um guri mimado, pra que perder tempo comigo, senhor dono da ração? Se tivesse a mentalidade que possui, transformaria o nome do cinturão que carrego para algo similar ao que fez, ao matar a Intercontinental Division; e sou Eu o retardado por aqui? Se enxerga Nagata! Tu foste o cara que denegriu a maioria ou todas as divisões quando ti colocaram para lutar contra jobbers, insultou todos que estavam em teu caminho até conseguir uma chance real de título, o que fez?

        Não existe panca, como você disse e sim certezas unidas a minha ambição. Unificar os cinturões será algo fantástico para esta empresa e não tenho medo de vossa pessoa, quanto menos de suas vãs palavras. Nobre estratégia a tua em me comparar com uma criança, realmente abalou meu coração colega, mas quem se importa contigo? Fãs? Diretoria? Ex lutadores? Apenas teu obeso EGO e nada mais.
        Criar regrinhas mostra quem é o fraco por aqui. No meu Parque de Diversões, as condições são iguais, sem limite de tempo como no UFC, sem reclamações e realmente: DOIS HOMENS ENTRAM, UM HOMEM SAI; ao contrário do que tem feito ultimamente.

        Gostei da parte em que você valoriza um produto estragado: “alguém que entra na sua gaiola ai ao hospital, mas quem sai da minha, nunca é o mesmo”. Realmente, Gabriel Hardy se fortaleceu após lutar contra ti. O garoto que foi a eterna sombra o Valugi, agora dita as regras na dupla, mesmo prestes a entrar em extinção, porém o mudou de atitude. Já no meu caso, Wendel Del Rio enfrentou Crippler Renato Dias, perdeu, porém demonstrou planos mais altos do que antes. Acho que minha “gaiola” mudou a carreira do mexicano, bem como tua cópia barata do UFC, transformou a atitude de Hardy. Sendo assim, empatamos! Quer dizer, mais ou menos, já que numa luta em tua casa de hamster, teu adversário irá sobreviver ganhando ou perdendo. No meu mundo, Wendel e agora Tank nunca mais serão os mesmos.

        No dia em que você não for o topo da cadeia alimentar da UWF, mudarei todos meus conceitos sobre obesidade mórbida, caro Mastodonte. Homens muito mais talentosos que você, conseguiram invadir minha mente por alguns segundos, porém não me derrotaram como imaginavam e permaneço firme no mundo do Pro Wrestling. Sobre tuas questões de traumas, recomendo que cure teus traumas de bailarina frustradas e deixe de usar os colans que tem usado; são ridículos como teu caráter.
        Estou pronto para lutar contra ti, e ao menos que me mate, lhe garantirei muitas dores no meu DOMÍNIO, Darwin não irá lhe salvar do que tenho para ti.

        KING TIME! KING TIME! KING TIME!

        Extreme Champion, King “Mortal” Armstrong

      • E quanto mais você fala, mais certeza tenho que acertei em cheio quando o defini apenas como uma criança…. Agora o simples fato de eu ter te respondido já é o suficiente para você alegar vitória. E a essa infantilidade besta, se dá o nome de Hardcore champion? Eu diria absurdo, mas na realidade, é deprimente, não só você se por no meu caminho, como o título estar em suas mãos. Ou seja, aqui nem insano você foi, apenas idiota mesmo.

        Primeiro de tudo, quantos meses durou sua brincadeira de casinha com o mexicano? Quanto tempo você precisou para dar conta daquele esterco aristocrático latino? Sessenta dias? Noventa? É essa sua definição de destruir alguém? Apanhar e apanhar, mas “quem ri por último ri melhor?”. É tal piada de mau gosto que pretende comparar com a zona da morte que é a minha gaiola?

        Sinto muito te corrigir, moleque do Hardcore, mas que ri por último fica com menos dentes na boca.

        Não compare a ciranda que você dançou com teus colegas, nessas brincadeiras de gato e rato com imigrantes ilegais e novatos “virgens de UWF” com o que eu fiz dissecando ao vivo e a cores aqueles ratos de laboratório que caíram nas minhas mãos.

        Mesmo o que fez com eles, dá para ver claramente uma criança no martenal, descobrindo o mundo enquanto tortura ursinhos de pelúcia, brincando com cadeiras, mesas e arrame farpado, seus brinquedos, coisas que lhe entretem a si e ao público que tem sede por entretenimento barato e simples.

        Porém eu não preciso de ferramentas, o poder destrutivo que você precisa pegar emprestado com seus materiais terrenos, eu tenho naturalmente em meu corpo, minha armadura de banha é originalmente mais dura que o aço de qualquer escada ou cadeira, e a potência de meu murro, vai muito além de uma mera marretada…

        Por isso, lutar nesse estilo “no rules” sem dar uma vantagem ao inimigo, é tedioso para mim, seria muito fácil,simples e prático fazer o que tu faz. Porém eu não sou uma pessoa prática, fácil ou simples. Sou um genocida, um “Panzer of Elite”. Eu preciso de algo mais nas minhas refeições pois…

        O que está ao alcance de meros mortais como tu, já não me interessa.

        Detalhe importante, desde antes de você “nascer” para o wrestling e pisar em um ringue da UWF, eu sempre fui o topo da cadeia alimentar aqui, fui campeão antes mesmo de você “existir” como monstro aos olhos do mundo… Guri, engatinhe antes de querer correr na raia do Mastodonte.

        Sou o Imperador do Puroresu, e decreto… IT’S NAGATA TIME.

      • Abdul Jaba

        Será que você realmente está certo? Vou lhe provar que ao meu respeito, você está errado “veterano”. King Immortal Armstrong

    • Pois bem, King. Eu admito, conseguistes uma vitória sobre mim. Fostes violento e brutal como o campeão da divisão Extreme deve ser. Porém cometeu um erro. Um erro que os teus compatriotas cometeram quando cravaram uma bala em meu peito. Deixaram-me vivo. Sim, King, eles deixaram-me respirando. Fizeram-me ter uma segunda chance de vida para poder cometer as todas as atrocidades que eu sou capaz de cometer. Você cometeu os mesmos erros que aqueles terroristas malditos, que conseguiram alojar uma bala na minha cabeça, o que fez-me conhecer a Morte e ter o prazer de discutir com ela quantas almas ela queria que eu a entregasse dali para frente. Você fez com que a sua alma fosse marcada por mim, Armstrong, e eu terei o prazer de leva-la para o encontro com a Morte em pessoa. Não terei a piedade que você teve em seus atos, nem terei a nobreza que tivestes com suas palavras, pois desconheço tais honrarias. Tudo o que terei é a violência e o ódio daqui para frente. A única lembrança que restará de ti, será do teu sangue banhando o ringue, e da pessoa que fez isso acontecer.

      • Abdul Jaba

        Tank, a única pessoa que poderá me fazer derramar meu sangue no ringue, cuja lembrança nunca sairá de minha mente: sou Eu. Você teve teu tempo e não me matou, sendo assim continue tua jornada rumo a paz, porque na Extreme Division quem manda sou EU: King “Mortal” Armstrong.

  6. Leonardo Felix

    Não acabou ainda a cota da UWF de “lutadores” ridículos? Eu estou pedindo a semanas pra enfrentar algum adversário com a mínima chance de me vencer,com um pouco de habilidade dentro do ringue,é pedir demais? Ou será que ninguém tem coragem de enfrentar alguém como eu? Depois das ameaças de mostrar ao público a verdade daqueles que se acham intocáveis e donos da verdade,de mostrar o que uns queridinhos do público desejam tanto esconder,não tive mais nenhuma luta contra um wrestler que não fosse uma piada ou que não estivesse perto do meu nível. Eu fui o cara que desmascarei Perfecto e agora ele está aí,destruído e sumido. Aquele que se declarava Semideus,que dizia que eu tinha até abaixado o nível dos desafiantes ao UWF Title,foi abalado e derrubado pelo fim da sua lenda.

    E eu não recebo o reconhecimento necessário por ter feito esse tipo de coisa. Todos querem que eu fique esquecido,perdido em um canto…Porém nunca conseguem isso,já que eu volto mais forte e mais irritante. Eu não nasci para deixar as pessoas felizes,eu nasci para incomodar,principalmente aqueles que querem fugir da verdade. É por isso que a grande maioria quer me taxar de vilão,quer que eu seja odiado. Porque sabem que assim é mais fácil de não ligarem para o que eu falo…Mas isso não adiantará de nada,porque nada disso me deixará calado. Alias,só fará com que o falatório seja maior.

    Alguém sabe o que aconteceu com o TUO depois que eu o enfrentei? Falaram que foi um negócio sério,precisaram chamar o SAMU pra retirar ele da arena e tal…Pois saibam que agora é esse o procedimento do qual vão precisar toda vez que me colocarem pra enfrentar um lixo desses. Se eu precisar mandar todos dessa espécie pro hospital pra conseguir uma luta contra alguém que possa me oferecer alguma coisa,como um título,farei isso com o maior prazer. Então,decidam o que farão antes que eu perca minha paciência…

    • "Real Wrestling Last Hope" Dean Nolan

      Muitos se podem ter esquecido de ti, mas eu não me esqueci, Félix. Não esqueço coisas que disseste, muito menos coisas que fizeste. Eu estou atento a qualquer um dos lutadores deste roster e qualquer um pode ser o meu próximo adversário. E aí veremos se realmente consegues ser essas coisas todas que dizes que és.

      • Leonardo Felix

        Ainda bem que não esqueceu,porque como UWF Champion você é o alvo de muita gente,inclusive o meu. Pode ter certeza de que,se me deixarem ter essa chance,eu vou agarra-la com fervor. Até o Crippler,que muitos acreditavam que seria pra sempre um lutador de Mid-Card,conseguiu sua chance e aproveitou…Eu sou um dos poucos daquela época que continua sem um título que me transformará numa lenda e obrigará os outros a reconhecerem quem eu sou e o que fiz. É por isso que,quando a chance chegar,não medirei esforços para conseguir alcançar o meu objetivo desde que voltei a UWF.

  7. De começo eu tentei fingir que estava tudo bem, tinha feito uma grande luta no Unholy, mas tentei passar tranquilidade, mas por dentro me sentir culpado, para mim aquela luta do PPV era tudo ou nada, era um novo caminho que a British Airlines iria traçar, eu vejo que estou parando um garoto em crescimento e sentia que tinha que compensar nesse RAW is War, que era o momento de mostrar a todos que não sou só mais um velho, mas novamente as coisas não deram certo.

    Eu perdi o controle em ver como tudo está desenrolando, por novamente não conseguir a vitória, não aguento mais esse mar de derrotas, estou prejudicando a carreira de Gabriel nessa brincadeira, eu que era o conselheiro, estou sendo aconselhado, o que está acontecendo? Com certeza algo de muito errado, não aguento mais fracasso atrás de fracasso, estou perdendo o controle de mim mesmo com essa situação, não conseguir mais aguentar fracassos atrás de fracassos, e ainda levar um jovem talento para o fundo do poço, não é assim que eu vivi e nem será assim que quero ser lembrado.

    Dessa vez enfrentamos uma nova dupla, que ainda não tinha trabalho em equipe como nosso, mas queria consertar o erro e novamente fiz besteira, sendo que acabamos perdendo, sim, nos dois perdemos essa luta,e descemos mais um degrau nessa empresa, não sei se conseguirei continuar na UWF desse jeito, talvez tivesse sido melhor parar de lutar, naquele show que fiquei de dar resposta sobre uma aposentadoria, talvez tenha que pensar nisso novamente. Não sei o futuro da British Airlines, estamos no fundo do poço, depois de mais uma derrota, uma das melhores equipes de tag team se transformou nisso, não era esse o legado que eu esperava deixar, talvez tenha sido um grande erro esse retorno.

    Minha cabeça está em conflito, não sei o que fazer, mas acho que já deu.

    • Reply para Valugi Barros

      Eu até ofereceria para você e o macaco voador um direito de revanche e mais depois do que eu vi nesse show, mudei de ideia.

      Mas não fique triste, não desista, a Tag Team Division precisa da British Airlines! O Dragão Louco e o Monstro Bigelow precisam de gado para abater! Você e o macaco voador ainda são úteis para a UWF.

    • Pobre homem. Tão preocupado com o que está fazendo com a carreira do ”parceiro”, tão preocupado com as consequências que isso pode trazer ao time, que esqueceu o que tem de mais importante dentro desse negócio… Ele mesmo. Valugi Barros, eu não costumo admirar pessoas, muito menos respeitá-las, mas o fato de ser britânico é a única coisa que afasta os meus punhos da tua face, e também que me permite falar coisas que muitas pessoas não possuem as bolas de falar. Você é um FRACO! Não por ser um idoso que mal consegue manter-se em pé, mas por ver o final de sua vida aproximando-se, e aguardar pacificamente por ela, ao invés de aproveitar o tempo que tens para fazer algo de dinâmico. Você acha que o Hardy liga para você? Achas que o roster liga para você? Achas que esses vermes que gritam o seu nome e criam um amor platônico ligam para você? NÃO, ELES NÃO SE IMPORTAM COM VOCÊ! Eles apenas importam-se com o que você faz para eles. Você é apenas um objeto de diversão para esses vermes, que nada mais querem do que a nossa dor. Quer um exemplo mais claro? Vejam como se animaram em minha luta contra King Armstrong. Vejam como eles comportaram-se diante da brutalidade da partida, Eles desejam ver o seu sangue, e o de seu oponente, jorrarem por aquela arena. Eles desejam ver um vencedor, e pouco importam-se se será você ou com quem estejas lutando.

      Você só mostrou declínio desde que reformulou a British Airlines, na verdade, desde que a formou. Você podia ser bonzinho demais com os vermes, mas era implacável no ringue. Jamais ficaria de pé caso entrasse comigo, mas eu sei que seria um desafio interessante. Seus movimentos, muitas vezes brutais, deixavam os seus oponentes à sua mercê, mas o que houve com esse Valugi? Foi morto. Deixou-se enterrar devido à sua estupidez. Gabriel Hardy só trouxe desgraça ao teu nome, Valugi, e não ache que ele não pensa o contrário, pois todos sabem que você trouxe desgraça ao nome dele também, e ele não vê o momento de acabar com isso. Toda essa bajulação na entrada ao ringue, todo aquele apoio só mostrou que você tornou-se um mero treinador, ao invés do implacável wrestler que você é, e saiba que, apesar dessas derrotas, Gabriel Hardy tem o mundo pela frente. É jovem, saudável, e tem uma muitos caminhos para seguir… E quanto a você? Quanto tempo ainda lhe resta, meu velho? Ainda queres permanecer conhecido como um mero treinador de um jovem em ascensão, ou quer manter um legado de alguém digno? Apenas você sabe o caminho que deve trilhar: O do que você quer fazer pelos outros ou o do que você quer fazer para si.

  8. Bom, eu não vou ficar dizendo que o Dragão Louco e o Monstro vão destruir as Bet or Die, isso seria sem graça! Destruir fisicamente elas, mas prefiro destruir elas mentalmente! Mostrar realmente o porquê do Dragão Louco e o Monstro Bigelow serem chamados de Daredevils!

    Já não existe mais as F&F para dar impressão de que as Bet or Die são boas campeãs! Acabou o conto de fadas, e agora elas são apenas mocinhas indefesas em uma floresta habitadas por dois monstros gigantes criados a base de whey, malto, gluta, batata doce e frango e carne humana e outras paradas!

    Quando As Bet or Die entrarem no mesmo ringue do Dragão Louco e o Monstro Bigelow, não veremos uma luta, e sim um hentai de tentáculos! Só não será um hentai porque não é uma animação e sim dois estupros de verdade!

  9. Hahaha’ mas é muita palhaçada vindo de uma só pessoa… na próxima semana nos poupe desse cochilo que demos ao ouvir você ao microfone, Katie! Além de falar de mais, fala o que ninguém quer saber… eles não querem ouvir você falar, não querem ver você, você é ridícula! Eu poderia me tomar a posição de falar mal de você, mas você já se afundou ao chegar naquele ringue e falar tamanhos absurdos.

    Eu entendo o povo, e a voz deles é a minha voz… eu sei que eles querem muito ver eu lutando contra você, mesmo eles já sabendo o resultado! Eu vou me vingar pelo o que você fez comigo! Aquele chute não deixou nenhuma marca no meu corpo, mas sim na minha dignidade, e você faz essas coisas para me ver desistir, não é mesmo? Mas eu ainda estou aqui, e eu vou te humilhar de uma forma que eu não pode fazer com Bet or Die e nem com Eve.

    Minha resposta para toda aquela baboseira que você falou é SIM! E eu não vou expandir muito esse papo, todos sabem que você vai perder, até você! Então pelo menos treine para perder de uma forma mais bonitinha.

  10. Perder para otários fracos como estes é algo que não estava nos planos de TUO, mas ok qto mais tentam colocar o maior e melhor de todos para baixo, mas forte ele fica!
    Vcs insetos insolentes da UWF irã aprender muito com TUO ainda!
    Chegou a hora da virada, chegou o momento em que as crianças criadas no tapete da sala pela vó irão conhecerem o verdadeiro TUO. A máscara continua, mas a as coisas por aqui vão mudar!

    • Leonardo Felix

      Você poderia dizer qualquer coisa caso tivesse simplesmente perdido…Mas não foi isso o que aconteceu. Em 4 minutos,eu quase acabei com a sua patética carreira. Se não fosse o referee para te acudir e ter um pouco de pena da pobre formiga que eu esmagava,você não estaria nem mais aqui para contar história. Você é alguém que adora falar bastante,mas que não mostrou nada até agora. Aprenda a falar menos e fazer mais,quem sabe alguém começa a te levar a sério. A não ser que seu objetivo seja virar uma piada,se for isso está indo muito bem nessa direção.

      • Felix Felix Felix …. vc realmente pensa que sabe alguma coisa sobre TUO?! Hauahauaha seu inseto insolente, TUO perdeu uma batalha, mas a guerra está apenas começando! A carreira do melhor e maior de todos em breve decolará!

        Quanto ao mastodontezinho….congratulations! Mas uma vitória não te torna invencível e muito menos o melhor! TUO ainda está aqui! E ele dará a volta por cima!

        #_ _ _ _ _ _ _ _

      • Leonardo Felix

        Acho que foi provado que sei o suficiente pra fazer você parecer uma criança indefesa dentro do ringue. Pode me enfrentar quantas vezes estiver afim,é daqueles tão patéticos que vai perder todas elas,porque simplesmente não está no meu nível. Não adianta tentar negar o inegável.

  11. a contratação de Caio havia sido oficializada. E pela primeira vez, ao caminhar pelos backstages a ficha dele havia caído; Aquilo não era a E-Fed, pessoas novas, adversários novos, um público novo. Os seus tempos de glória haviam terminado, ou pelo menos dado uma pausa. Ele teria que recomeçar, teria que conquistar seu espaço, o carinho do público, e principalmente; ele tinha que preencher o vazio que havia dentro dele desde a última vez que havia entrado no ringue.

    O show já havia terminado, o público já não se fazia presente dentro da arena, poucos wrestlers ainda circulavam pelos backstages, e muitos funcionários corriam de um lado para outro. Caio estava sentado em seu locker room, estava vestido formalmente já que horas antes do show ele foi comunicado que não lutaria. E, em sua cabeça ele imaginava que ainda ão era a hora de rever um velho conhecido. Ele levanta-se e caminha em direção a saída. Ao caminhar pelos backstages muitos dos funcionários olhavam para ele, ainda um rosto desconhecido por ali, muitas vezes foi perguntado se ele era um dos novatos, Caio apenas balançava a cabeça verticalmente fazendo um sinal de positivo. Porém alguns o reconheciam, e por algumas vezes era possível ouvir gritos como: “let’s go Caio!” e, “Eu acredito que você possa brilhar aqui!”. Aos poucos ele ia se habituando a nova empresa, e após uma rápida caminhada pelos backstages, ele chega onde queria: a rampa de acesso ao ringue. Um turbilhão de sensações tomam conta dele, e um funcionário o avisa que ele não poderia ficar ali, sem dar muita bola ele vai caminhando em direção ao ringue.

    “8 meses… São 8 meses longe dos ringues, em dias estarei voltando a ativa. Minha forma fisíca está em dia, minha cabeça está pronta para suportar a pressão e principalmente fazer meus adversários se perder em seus própios jogos, no bom e velho estilo de antigamente, a empresa pode ser nova, os adversários também, mais lá no fundo são todos iguais, todos almejando glória e títulos, mais muitos acabam se perdendo no caminho, justamente por não saber o que querem. Mais eu sei o que eu quero, eu conheço o caminho e não vou me perder nele, na verdade isso é um recomeço, uma chance para eu não cometer os mesmos erros que cometi durante minha jornada. Eu estou recomeçando, dando uma continuidade a minha carreira, e ao olhar para esse ringue tenho muitas lembranças, muita superação, e chegou a hora de isso voltar à tona, é hora de libertar toda a minha fúria…”

    Caio ficou ali, olhando para o vazio e perdido em seus pensamentos por mais alguns minutos. Até que se retirou dali, e voltou para o backstage.

    – Continua –

  12. King Mortal Armstrong. Eu poderia vir aqui e oferecer-lhe os mais sinceros xingamentos, assim como poderia vir aqui e dizer-lhe que foi uma honra batalhar contigo, em uma divisão na qual és campeão, poderia parabeniza-lo pela sua vitória sobre mim e quão viciante foi aquela luta, mas não farei nada disso. Sabe, King, eu só irei agradece-lo. Agradece-lo por todo o sangue e suor que me fizestes derramar. Agradece-lo por cada soco, cada chute e por toda a violência que você me atribuiu na nossa luta. Eu precisava disso. Precisava disso para poder voltar à realidade. Precisava para acordar e ver que a insanidade das pessoas, em qualquer lugar do mundo, é o que eu preciso para continuar fazendo o que eu faço.
    Sabe, existe uma explicação para o meu hiato durante essa semana pré-Unholly. Eu estive em ”paz”. Sim, finalmente o homem que presenciou, sentiu e causou tanto sofrimento encontrou a paz, essa que havia sido esquecida depois de tanto sangue em suas mãos. Eu havia visto, pela primeira vez, sentido em viver uma vida sem guerras, sem os sons perturbadores das vozes dos meus ex-companheiros, que gemiam devido aos ferimentos das batalhas, sem ter que ver os cadáveres de homens, mulheres e crianças em sua frente, com dezenas de balas alojadas em seus corpos. Eu havia entrado em um mundo só meu. Uma ilusão. Um Valhalla criado na minha mente. para que a minha dor cessasse. Porém, vivendo nessa minha ilusão utópica, eu sinto as minhas costas rasgarem, sinto a minha cabeça abrir e sinto o sangue jorrar de mim, impedindo-me de enxergar o que estava à minha frente, mas mesmo com uma visão prejudicada, eu pude ver uma enorme figura mascarada, que massacrava o meu corpo, sem hesitação. Eu vi você, King, na mais pura forma do mal. Você destruiu a minha ilusão perfeita, você destruiu a vida que eu sempre quis ter, você destruiu os meus sonhos, e me jogou novamente no pesadelo que é viver a realidade. Eu sinto o gosto do meu sangue, esse que você fez com que cobrisse aquele ringue. Eu sinto o seu sabor amargo, e vejo que todo aquele mundo que eu havia me trancado, era uma mentira. Você libertou o monstro de seu conforto, e agora nada pode pará-lo de aniquilar qualquer um que meter-se em seu caminho. Muito obrigado, King Mortal Armstrong.

    • Abdul Jaba

      Obrigado pelas palavras afetuosas, colega, entretanto isso muda o que na minha carreira por aqui? Nada. Sou Extreme Champion e minha obrigação é defender este cinturão com meu sangue, corpo, suor e se necessário for alma. Não me importou a ausência de tuas entrevistas, promos, propagandas ou qualquer fato que engrandeceria nossa luta, fiz o que um campeão deve fazer em qualquer momento: vencer. Tu és um cara forte, duro de se bater, mas dentro dos meus domínios mando EU; sendo assim aconteceu o que esperava.

      Sobre a questão de paz, meu caro colega acho que escolheu o lugar errado. Tente um mosteiro, uma casa de recuperação de veteranos de guerra ou quem sabe uma igreja.
      Aqui só existe GUERRA, algo que vivencio há mais tempo do que você.

      Quando que alguém no mundo do wrestling tem paz? Ninguém. Neste caso tenho convicção que a UWF não fez os exames psicológicos necessários para qualifica-lo como lutador, sinto muito por dizer isso, porém é a realidade. O que se passa em tua mente é de interesse exclusivo teu, se criou um Mundo de Boby é problema seu, porém não me credite o mérito pelo “despertar” do monstro, porque o mérito é dos remédios que você parou de tomar após teus atos de guerra.
      Enfim, sucesso no Centro de Treinamento da UWF, caso você realmente seja liberada pela junta médica e quem sabe no ano que vem agente se encontre rapaz.
      Quem agradece sou Eu.

      Extreme Champion, King “Mortal” Armstrong. Hail to the King!

  13. Parabéns, Parabéns há menina Katie que finalmente ganhou coragem de falar o que tinha a falar não? Afinal, ser feita de gato sapato de duas womens que nem sabem o que fazem dentro de um ringue é algo estupidamente idiota. Se bem que nem ela sabe o que faz, então como eu sempre disse, as três estavam bem unidas. Mas agora, parece que as meninhas se chatearam, decidiram chutar a bunda uma da outra e se separar, para sozinhas ainda serem mais humilhadas. Sim, parabéns pela vossa estupidez.

    Nada mais a declarar de um show sem o mínimo de interesse, muito Obrigado!

    Believe in..
    #Bet or Die
    A Revolution Stand Here

    UWF Tag Team Champion with Betsy

    “It´s My Time” Daena

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: